Tel.: (85) 3013-8372

Cirurgias Plásticas em Fortaleza, Natal e São Luís Tel.: (85) 3013-8372

SIGA E FIQUE INFORMADO

  
  
  

Lipoaspiração. Conheça mais antes de fazer

lipoaspiracao-capa

O que é lipoaspiração?

Lipoaspiração é uma operação mediante a qual são removidas as células adiposas e a gordura indesejada é retirada de partes localizadas do corpo. A gordura removida de um ponto pode ser injetada em outros, se assim for desejado, conferindo ao corpo uma melhor conformação. Esse procedimento é também chamado de lipoescultura. Contudo, há que se ter em conta que grande parte desta gordura (cerca de 80%) é reabsorvida dentro de um ano.

A gordura corporal pode depositar-se em vários tecidos do organismo, mas a maior parte dela fica no tecido subcutâneo. Geralmente as cirurgias de lipoaspiração são feitas por motivos exclusivamente estéticos. As partes corporais mais comumente visadas são barriga, mamas, coxas, nádegas, pescoço, queixo (“papos”), flancos (“pneus”), cintura, joelhos e parte posterior dos braços.

Por que e como é feita a lipoaspiração?

A gordura corporal é acumulada nas chamadas células adiposas. A genética determina a maneira como ela é distribuída em nosso corpo. A gordura localizada dificilmente diminui com regimes alimentares ou com exercícios, mesmo que focados nesses locais, e necessita ser artificialmente retirada. O método mais usual de fazer isso é a lipoaspiração. Por ele, a gordura é sugada por um aspirador, através de uma cânula introduzida sob a pele, com o paciente anestesiado.

Dependendo da quantidade de gordura a ser removida e da extensão da área visada, a anestesia pode ser local, peridural ou geral. O prazo de internação geralmente varia entre 12 e 24 horas. O médico é o profissional adequado para fazer essas avaliações.

Deve ficar claro, que a lipoaspiração não é um tratamento para emagrecer, mas como retira uma grande quantidade de gordura do organismo pode melhorar a auto-estima do paciente.

Quais as complicações que podem ocorrer com a lipoaspiração?

A complicação mais comum nas grandes lipoaspirações é o seroma, um acúmulo de líquido claro, semelhante ao plasma, na região da intervenção, formando uma espécie de bolsa d’água. Isso pode ocorrer também em outros tipos de cirurgia e pode ser prevenido pela colocação prévia de drenos ou pela punção do líquido, geralmente sem prejuízo do resultado final da operação.

Outras complicações possíveis são hematomas, infecções, irregularidades cutâneas posteriores, tromboses, acidentes cirúrgicos ou anestésicos e distúrbios hidroeletrolíticos.

Fonte: abc.med

 

er1

 

selo

 

localização

canal4

fanpage

 

medico-consulta-com-br